Posts com Tag ‘diario oficial’


QUANTO CUSTOU DOS NOSSOS SANTOS IMPOSTOS TRAZER A MAFIA AO GUARUJÁ?
A PUBLICIDADE OFICIAL DO GOVERNO MARIA DE BRITO DO PMDB NESTA CIDADE, ESTA MAIS PARA PUBLICIDADE SECRETA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA.
 
mafiarrots
 
GOVERNO MARIA DE BRITO: “QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!”
.

estádiomunicipalclemente

“MORTALIDADE INFANTIL: NUNCA ACREDITE NOS NÚMEROS OFICIAIS”
NUM SIMPLES EDITAL DE EXUMAÇÃO DE CAMPAS, PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL, PODEMOS VER COMO O GOVERNO MARIA DE BRITO (PMDB) TRABALHA PARA EXTINGUIR O FUTURO DO PAÍS, PURA INCOMPETÊNCIA E DESCASO COM A SAÚDE PÚBLICA DO GUARUJÁ. ENQUANTO ISSO O ESTÁDIO DE FUTEBOL VAI RECEBENDO RECURSOS PÚBLICOS INFINITOS!
 
mortalidadeinfantil
 
GOVERNO MARIA DE BRITO: “QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!”
.

1º DE ABRIL ATRASADO!
PREFEITURA ERRA A DATA E LANÇA MATÉRIA DE 1º DE ABRIL APÓS TRÊS DIAS. TAMBÉM NO GUARUJÁ, HÁ CINCO ANOS É DIA DA MENTIRA, NÃO É MESMO POPULAÇÃO?
 
do1deabril
 
GOVERNO MARIA DE BRITO: “QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!”
.

VEREADOR ELIAS PRIMAVERA (PSB) JOGA A TOALHA NA CÂMARA MUNICIPAL DE GUARUJÁ!
DIÁRIO OFICIAL PUBLICOU QUE ENCHENTES NO BAIRRO DO SANTO ANTONIO TINHAM CHEGADO AO FIM.
 
enchentessantoantonio
 
MAS O DIÁRIO OFICIAL INFORMOU QUE ESTAVA TUDO RESOLVIDO…
 
enchente3
 
GOVERNO MARIA DE BRITO: “QUEM CONHECE, NÃO CONFIA …. NEM EMBAIXO D’ÁGUA ! “
.

zueiradografico
.

MAIS UM ENGODO DO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE GUARUJÁ!
MATÉRIA DO DIÁRIO OFICIAL É POLÍTICA E NÃO RETRATA O PROGRAMA DO CEMADEN, OU SEJA, O DIÁRIO OFICIAL CONTINUA Á SERVIÇO DE AUTOPROMOÇÃO DE UMA ADMINISTRAÇÃO DESASTROSA.
 
PLUVIOMETROS
 

Recentemente através do Programa TVCOM Debate com Manoel Vergara, oportunamente entrevistamos alguns funcionários do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden), e perguntamos sobre os famosos Pluviômetros que o Diário Oficial de Guarujá já vinha anunciando desde 2010 e não havíamos lido mais nada.

Fomos informados que o projeto “Pluviômetros nas Comunidades” visa introduzir a cultura da percepção de riscos de desastres naturais no Brasil, envolvendo a população que vive em áreas de risco, fortalecendo as capacidades locais de enfrentamento de eventos adversos.

O projeto prevê a distribuição de pluviômetros semiautomáticos (equipamento que mede a quantidade de chuva) para serem instalados em áreas de risco e operados por equipes da comunidade local, especialmente treinadas e, desta forma, promover o engajamento e a conscientização dos moradores, completando a rede de informações hidrometeorológicas que fazem parte da estrutura observacional do país para o monitoramento e alertas de desastres naturais.

O projeto será conduzido mediante parceria entre o Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – CEMADEN, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), e o Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres – CENAD, do Ministério da Integração Nacional (MI) , e busca identificar outros parceiros interessados em receber e instalar pluviômetro(s) em áreas de risco dos municípios mais suscetíveis e vulneráveis à ocorrência de desastres naturais, principalmente, deslizamentos.

Ou seja, a Prefeitura de Guarujá NÃO CONQUISTOU ABSOLUTAMENTE NADA, já que várias cidades no país receberam os equipamentos, como São Vicente, que também possuí, dois equipamentos instalados, sendo mais três equipamentos em fase de instalação e vão receber mais dois equipamentos.

Guarujá recebeu 11 equipamentos, devido a quantidade de Morros e Encostas, portanto é necessário um numero maior de equipamentos, devido a Geografia do município.

Outra questão de grande importância é que apesar de vários municípios terem instalados os equipamentos, NENHUM AINDA ESTÁ OPERACIONAL! O Cemaden ainda não autorizou a operação de nenhum equipamento devido aos protocolos internos de coleta dos dados, os equipamentos apesar de automáticos, tem que ter supervisão pessoal das equipes da Defesa Civil. 

PLUVIOMETROS2
 

Portanto a declaração do Diretor da Defesa Civil de Guarujá sobre “a preocupação da atual administração”, não é real, devido  a várias situações constatadas na Vila Baiana após a tragédia, o Morro do Engenho onde a população está a próprio custo fazendo contenção nas encostas e outros morros, como o Morro dos Macacos, Morro do Bil, onde abnegados lideres comunitários lutam para a proteção da população.

Não conseguimos entender porque nenhum advogado, promotor ou juiz, ainda não cassou essa turma por utilizar diariamente um veículo oficial para fazer propagando pessoal.

Quer saber tudo sobre o Projeto “Pluviômetros nas Comunidades”, visite o site do Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais – CEMADEN em www.cemaden.gov.br .

Quer assistir as melhores entrevistas da região, visitem o Programa TVCOM Debate com Manoel Vergara em TVCOM DEBATE.