MARCELO SQUASSONI ANUNCIA PRÉ-CANDIDATURA À CÂMARA DOS DEPUTADOS
PRESIDENTE DA CÂMARA DE GUARUJÁ ACREDITA QUE TERÁ NOME REFERENDADO EM CONVENÇÃO E QUE SERÁ ELEITO PELA REGIÃO
 
squassioni
 

O presidente da Câmara de Guarujá, Marcelo Squassoni (PRB), anunciou esta semana sua pré-candidatura à Câmara dos Deputados. O vereador deverá ter seu nome referendado pela legenda no próximo dia 30, quando ocorrerá a convenção do partido, que tem entre os seus principais ‘puxadores de votos’ o também pré-candidato e ex-deputado federal Celso Russomano, que na última eleição para prefeito de São Paulo teve mais de 1,3 milhão de sufrágios.

Em entrevista ao Diário do Litoral, o vereador acredita que precisará de cerca de 50 mil votos na região para se eleger. “Meu partido é o sonho de todos os pré-candidatos hoje. O Celso deverá ter mais de um milhão de votos e isso deverá ajudar os demais candidatos do partido em outubro próximo”, diz Squassoni, que teve experiência em Brasília, assessorando o senador Romeu Tuma e o deputado Robson Tuma.

Squassoni acredita que a região precisa urgente de um deputado que corresponda, ‘realmente’ aos anseios de sua população. Para isso, se for candidato e posteriormente eleito, pretende visitar todas as câmaras para ouvir de cada vereador a real preocupação dos moradores de cada cidade. “Hoje, a gente não tem uma referência. É preciso mudar isso”.

Além das áreas da saúde e da educação, que são prioridades nacionais, Squassoni pretende desenvolver um trabalho voltado para a área de segurança pública, que para ele já foge até da esfera estadual. Para ele, a região tem um número de policiais baseado em índices do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), quando na verdade a população fixa é pelo menos 25% maior do que a divulgada.

“Guarujá sempre tem cerca de 400 mil habitantes e não só 320 como se propaga. Mas o efetivo se baseia nos números do IBGE. Isso precisa ser revisto, assim como investimentos federais precisam ser trazidos para mudar essa realidade”, revela, acreditando que a maioridade penal também é um assunto que precisa ser amplamente discutido e revisto. “Acredito que 95% dos brasileiros são a favor da redução da maioridade penal de 18 para 16 anos. É lógico que também precisamos rever a política educacional do País. É preciso rever desde a grade educacional até o relacionamento com os educadores. Professor não pode continuar apanhando em sala de aula. É preciso leis que mudem realmente a realidade da juventude brasileira. Cota deveria ser por condição social e não por raça”, afirma, alertando que não terá medo de expor suas posições.

Porto

Favorável à independência administrativa do Porto de Guarujá, Squassoni garante que a única maneira de se quebrar “o verdadeiro feudo político que existe no Porto de Santos é dividindo os lados e diminuindo a concentração de poder. É preciso criar a competição sadia, única maneira de promover o crescimento do Porto. Santos não pode continuar com bônus e Guarujá com o ônus”, opina, alertando que Guarujá, em breve, terá a maior área retroportuária da América Latina.

Fonte: Diário do Litoral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s