PROFESSORES DE GUARUJÁ PODEM PARAR NO DIA 15 DE JULHO
GREVE FOI DISCUTIDA DURANTE ASSEMBLEIA REALIZADA ONTEM NA CÂMARA. CATEGORIA PRETENDE PARAR SEMINÁRIO DE EDUCAÇÃO.
 
professores_em_greve1
.

Professores liderados pelo Sindicato dos Professores de Escolas Públicas Municipais de Guarujá e Região (Siproem) confirmaram ontem, em assembleia, que no próximo dia 15, às 7 horas, irão realizar um grande ato público na porta da Universidade de Ribeirão Preto (Unaerp), durante o Seminário de Educação. Um dia antes (14), uma comissão irá visitar as escolas para incentivar os professores a aprovar, no ato, uma greve por tempo indeterminado.

A assembleia da categoria ocorreu no salão de eventos da Câmara de Vereadores. Mais de 200 professores lotaram o local, obrigando a colocação de cadeiras extras. Muitos ficaram de pé. Alguns professores revelaram que o movimento vem crescendo diariamente e que, no próximo dia 15, alguns sindicatos da região deverão apoiar a reivindicação da categoria: mínimo 8% de reajuste e auxílio alimentação de R$ 500,00. Atualmente, a rede pública de Guarujá possui 1.800 educadores.

Além dos professores, cinco vereadores participaram da assembleia: Edilson Dias (PT); Mauro Teixeira – Bispo Mauro (PRB); Gilberto Benzi (Pros); Givaldo dos Santos Feitoza – Givaldo do Açougue (PSD) e Geraldo dos Soares Galvão (DEM). “Tivemos uma reunião ontem com representantes da Administração e, por unanimidade, decidimos não aprovar o projeto de lei do reajuste (0,5%) proposto pela Prefeitura. Vamos apoiar a decisão dos professores”, garantiu Dias, falando em nome de todos os 17 vereadores da Casa.

Os 8% reivindicados são divididos em 6,13% de reposição da inflação dos últimos 12 meses e ganho real de 1,87%. Eles não aceitam 0,5% para o PBI, 1,0% PBII e 2,5% PEBIII oferecidos pelo governo municipal porque seria inconstitucional. “Aumento não pode ser abaixo da inflação e não pode ser diferenciado. Portanto, os vereadores estão certos em nos apoiar e Siproem vai ingressar com uma ação judicial caso a Prefeitura descumpra o que preconiza a lei máxima do País”, alertou o advogado do Sindicato, Rogério Mehanna, garantindo ainda que não há como a Justiça não reconhecer a legitimidade do movimento e muito menos o percentual reivindicado.

Antes de conduzir a assembleia, a presidente do Siproem, professora Joanice Gonçalves Santos Baptista, revelou que a Prefeitura não está oferecendo nenhuma proposta ao sindicato, o que contribui para o movimento do dia 15. “Vamos continuar em estado de greve (um alerta) e, nos preparar para o ato do seminário, quando podemos aprovar, numa assembleia aberta no local, uma paralização por tempo indeterminado”, ratificou.

Prefeitura não pode dar reajuste maior

A Prefeitura já se manifestou a respeito da situação, esclarecendo que não pode, juridicamente, apresentar nova proposta ao Sindicato dos Professores, pois o Sindicato dos Servidores Públicos de Guarujá (Sindiserv) já aprovou proposta apresentada pela Administração Municipal, inclusive com as correções das distorções salariais nas demais categorias.

A Prefeitura informou que o reajuste proposto aos servidores do funcionalismo municipal representa a reestruturação de uma política salarial, criada pelo atual governo. Desta forma é preciso entender, segundo informa, que diversos cargos receberam aumentos reais de salário, que variaram entre 0,5% até 46%.

Esse argumento da Administração foi fortemente combatido ontem pelo advogado Mehanna. “Essa informação é absurda, pois os professores fazem parte de uma categoria diferenciada, com leis específicas, garantidas pela Constituição, como outras profissões. Só o Siproem pode representar os professores”, finalizou o advogado.

Fonte: Jornal Diário do Litoral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s