APÓS DEMISSÕES, COLETORES DE LIXO INTERROMPEM TRABALHO EM SÃO VICENTE NO FALIDO GOVERNO BILI! 
SEGUNDO SINDICATO, COLETORES SÓ VOLTARÃO AO TRABALHO APÓS A RECONTRATAÇÃO DOS DEMITIDOS
 
.

A demissão de 16 funcionários, incluindo oito diretores do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação (Sindilimpeza), foi o estopim para os coletores de lixo de São Vicente interromperem as atividades no município.

Segundo a entidade, que representa os trabalhadores do setor em Cubatão, Praia Grande, São Vicente, Santos, Guarujá e Bertioga, os coletores de São Vicente só voltarão ao trabalho após os demitidos serem recontratados pela Terracom.

“Eles alegam apenas que não tem lugar para eles na empresa. Não é uma greve, mas um ato de repúdio.

A Terracom não fala com o sindicato há quatro meses. Alegam que não reconhece nosso trabalho e querem negociar com a Femaco (Federação dos Trabalhadores em Serviço, Asseio e Conservação Ambiental, Urbana e Áreas Verdes no Estado de São Paulo)”, explica a presidente do Sindilimpeza, Paloma dos Santos.

O repúdio em São Vicente ocorre por ser o local onde o Sindilimpeza conta com sua maior base. De acordo com Paloma, cerca de 90% dos trabalhadores são filiados ao sindicato. Em Cubatão e Guarujá, a base cai para 50%.

As demissões ocorreram em São Vicente (10), Cubatão (2) e Guarujá (4). Ao todo são cerca de 1,4 mil trabalhadores na região.

Procurada por A Tribuna, a Terracom não emitiu nenhuma resposta até o fechamento desta edição.

Fonte: A Tribuna Digital

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s