Posts com Tag ‘priscila bonini’


PARABÉNS PROFESSORA MARIA ANTONIETA DE BRITO E SECRETÁRIA DE EDUCAÇÃO PRISCILA BONINI!
GUARUJÁ TEM O PIOR NÍVEL DE LEITURA, ESCRITA E MATEMÁTICA DA BAIXADA SANTISTA, DIZ MEC. PROFESSORAS ANTONIETA E PRISCILA BONINI PREPARAM SEUS ELEITORES PARA O FUTURO.

 

A cidade de Guarujá ficou com a pior classificação da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, nos três quesitos da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) de 2014, divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta quinta-feira (17).

A avaliação do MEC mede o conhecimento destes estudantes em diferentes níveis de três áreas: leitura, escrita e matemática. A avaliação é feita com alunos do 3º ano do fundamental, de escolas municipais e estaduais, em áreas urbanas e rurais. Há níveis em cada um dos quesitos, sendo o 1 considerado o pior. Já o 5 é o melhor.

Na escala de leitura, é considerado inadequado apenas o nível 1. Guarujá foi a cidade com o maior número de alunos neste nível, com 21,88% dos estudantes. Eles são capazes apenas de ler palavras com sílabas canônicas (compostas de uma vogal e uma consoante) e não canônicas.

Já Cubatão teve o melhor resultado da região na leitura. Cerca de 18,69% dos alunos se enquadram no nível 4, onde o estudante já deve ser capaz de reconhecer a relação de tempo em texto verbal e os participantes de um diálogo em uma entrevista ficcional, identificam outras estruturas sintáticas em textos curtos, como o pronome possessivo, o advérbio de lugar e o pronome demonstrativo, entendem o sentido de trechos de contos e o sentido de palavras em meio a texto mais compridos.
Em escrita, do nível 1 ao 3, os estudantes demonstram que não aprenderam o esperado.

Cerca de 11,35% das crianças de Guarujá “ainda não escrevem palavras alfabeticamente” e “provavelmente não escrevem o texto ou produzem textos ilegíveis”, segundo a ANA. Guarujá tem o maior número de alunos no nível 1 da Baixada Santista.

A cidade de Itanhaém lidera o ranking das cidades da região que tem o maior número de estudantes no nível 5 da escrita. Eles representam 19,73% dos estudantes avaliados. Esses alunos sabem continuar uma narrativa, com uma situação central e final, articulam as partes do texto com conectivos, separam e escrevem as palavras corretamente, mas ainda podem apresentar “alguns desvios ortográficos e de pontuação que não comprometem a compreensão”.

Já em matemática, são considerados níveis insuficientes de aprendizado o 1 e o 2, onde estão 21,19% dos alunos avaliados de Guarujá. Espera-se que as crianças saibam contar até 20, ler as horas e minutos em relógio digital e comparem objetos pelo seu comprimento, entre outras habilidades.

A cidade também ficou na pior colocação da Baixada Santista neste quesito, segundo dados da ANA.

Cubatão aparece como a cidade com o maior número de estudantes avaliados no nível 4 de matemática.

Cerca de 42,09% das crianças são capazes de ler as horas e minutos em relógios analógicos, sabem ler alguns elementos de gráficos de barra, fazem operação de subtração com até três algoritmos e divisão em partes iguais ou em proporcionalidade sem auxílio de imagens.

Entenda o exame

Em 2012, o governo criou o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), um compromisso dos governos federal, estaduais e municipais para garantir que todas as crianças estejam alfabetizadas quando concluírem o 3º ano do fundamental.

A ANA, que começou a ser realizada em 2013, é feita com os estudantes em duas provas: na de língua portuguesa, há 17 questões de múltipla escolha e três de produção escrita.

Na prova de matemática, são 20 questões de múltipla escolha.
Na divulgação dos dados da ANA de 2014, a primeira vez que o resultado do Brasil foi divulgado publicamente, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) não indicou quais níveis de cada escala representam aprendizado adequado.

De acordo com o governo federal, em 2014 o Brasil tinha 3.294.729 estudantes matriculados no 3º ano do fundamental, considerando as redes pública e privadas, na zona urbana e em escolas do campo.

Fonte: Revista Digital de Noticias

Anúncios

OS FLOCOS DE MILHOS DOURADOS DA MERENDA ESCOLAR EM GUARUJÁ!
O VELHO SUCRILHOS DA MERENDA ESCOLAR É SUPER-VITAMINADO NO GUARUJÁ. PELOS VALORES A SEREM PAGOS OU JÁ VEM COM LEITE TIPO A OU ESTAMOS COMPRANDO FLOCOS DE OURO E NÃO DE MILHO.
 
 
MINISTÉRIO PÚBLICO, AJUDA AI PÔ!!!!
.

.
TEM GATO NA MERENDA ESCOLAR DO GUARUJÁ, PREFEITA MARIA ANTONIETA DE BRITO (PMDB)?
por Manoel Inconfidente Vergara
 

Bem amigos, diria Galvão Bueno, chega ao fim a tumultuada CPI da Merenda Escolar na Câmara Municipal do Guarujá.

Não crucificarei a “Tropa de Choque” da Prefeita Maria Antonieta de Brito (PMDB), aqueles homens eleitos para defender a população que apareceram empenhando apoio na sede do PMDB no centro do Guarujá, em troca de alguns carguinhos e quem sabe algo mais, não é mesmo queridos eleitotários da Ilha de Santo Amaro?

Muito menos recriminarei o magistrado e sua decisão, afinal duvido muito que alguém possa contestar o baseamento legal do “homem da capa preta“, professor, doutor, autoridade, mestre e conhecedor dos meandros da lei, bem diferente do jurídico da Câmara Municipal que antes da decisão local do Dr. Pimenta, se antecipou ao Tribunal de Justiça em São Paulo, amadorismo, infantilidade ou conveniência?

Não li as mais de 6.000 páginas do relatório da comissão processante, aquela que apontou o milionário adoçante, melancias, carne superfaturada e muito mais, mas conhecendo os processos licitatórios e a investigação promovida pelo ex-secretário ASSASSINADO Ricardo Joaquim nas ações da Secretaria de Educação do governo Maria Antonieta de Brito, acabamos em 2012 publicando no Jornal Os Inconfidentes as quantidades absurdas da milionária merenda escolar do Guarujá, mais as considerações do Secretário ASSASSINADO, infelizmente sem todos os detalhes, preços,unidades e valores.

Em uma cidade como a nossa, em que mais da metade da população apenas sobrevive, chamar os que roubam o dinheiro da merenda escolar de ladrões é apenas elogiá-los.

Repito: em uma cidade com pouco mais de  300 mil de habitantes, registrando uma pobreza que se somam a 150 mil miseráveis, os tais a quem nos referimos acima (aos que roubam a merenda escolar), devem ser tratados por assassinos, homicidas, ou – talvez a melhor definição: latrocidas – aqueles que matam suas vítimas depois de roubar.

E é o que de fato acontece. Crianças que não têm o que comer morrem de inanição ou de doenças provocadas pela subnutrição. Não são poucos, também, os adolescentes que deixam as escolas porque lá não encontram um ambiente saudável, com uma alimentação que os satisfaçam – caem no mundo, nas drogas, nos crimes e, finalmente, no caixão de defunto. Não é só por isso, mas é por isso, também.

Quanto à essa gente podre, sem escrúpulo, que embolsa o dinheiro público, parco, escasso, para viver de prazeres e orgias merece o destino dos grandes bandidos que se encontram, hoje, nos presídios de segurança máxima.

Agora, quem são eles? A Polícia Federal já indiciou vários acusados em todo país pelo mesmo crime: roubo do dinheiro da merenda escolar.

Mas se não há julgamento, não há culpados. Só vitimas: as crianças e adolescentes que as estatísticas das mortes por assassinato não vão contabilizar. Os seus homicidas não serão assim, jamais, identificados e ainda serão beneficiados pela hipocrisia nossa de cada dia.

E fica uma questão, “Por que a Secretária de Educação Priscila Bonini, herdeira da Universidade Unaerp, está sendo poupada neste escândalo pela imprensa e a população?”

 

JUSTIÇA SEJA FEITA: NEM TODO LADRÃO É POLÍTICO!
A CPI DA MERENDA ESCOLAR, ENTERRADA COM LIMINARES NA JUSTIÇA, CAUSA GRANDE REPERCUSSÃO EM TODO PAÍS, PRINCIPALMENTE NOS GRANDES JORNAIS EM CIRCULAÇÃO.
 
 
AS VEZES, A JUSTIÇA É OBRIGADA A TIRAR A VENDA DOS OLHOS
PARA PODER ENXERGAR O ÓBVIO.”
.

.

MALVERSAÇÃO DE DINHEIRO PÚBLICO TEM OUTRO NOME NO GOVERNO DO GUARUJÁ, CHAMA-SE OPOSIÇÃO AO GOVERNO!
SÃO DEZENAS DE ESCÂNDALOS, ALGUNS AINDA EM INVESTIGAÇÃO COMO AS ESCOLAS DA CONSTRUTORA MATISSE, A COMPRA DO COLÉGIO DOMINGOS DE MORAES, UNIFORMES ESCOLARES QUE NÃO CHEGARAM, LOUSAS DIGITAIS, EVENTOS MILIONÁRIOS, LIVROS DIDÁTICOS, LEGO, REFORMAS DE ESCOLAS, ETC…ETC…ETC…
 
 
QUEM SABE SE A PREFEITA FICASSE MAIS NA CIDADE AO INVÉS DE IR PASSEAR EM BRASILIA, OS DESCALABROS COM O DINHEIRO PÚBLICO DIMINUIRIA!
.

VOTAÇÃO NA CÂMARA MUNICIPAL DO ESCÂNDALO DA MERENDA PARA APURAR RESPONSABILIDADES, FECHA A CASA DO EDUCADOR!
DEZENAS DE APANIGUADOS QUE DEVERIAM ESTAR TRABALHANDO PELA EDUCAÇÃO DA CIDADE, COMPARECEM À CÂMARA MUNICIPAL PARA PRESSIONAR OS VEREADORES. MAS NINGUÉM DESSA TURMA QUER FISCALIZAR A MERENDA DAS CRIANÇAS NAS ESCOLAS.
 
 
GOVERNO MARIA DE BRITO: “QUEM CONHECE, NÃO CONFIA!”
.